POST

Passos para elaboração do Plano de Negócios

Para evitar futuros imprevistos nas estratégias é necessário que a empresa tenha um Plano de Negócios bem definido. O Sebrae possui um material muito didático que ensina como elaborar e aplicar um Plano de Negócios do início ao fim, além de possuírem e disponibilizarem conteúdos extras para serem utilizados no dia a dia.


------------------

Como fazer o plano de negócio?

1. Iniciando o plano de negócio

Nesse vídeo, você verá como descrever os aspectos da sua empresa e os diferenciais competitivos dela, despertando o interesse de quem lê.


2. Análise de mercado


É fundamental conhecer seus clientes, concorrentes e fornecedores para traçar metas sólidas e eficazes.


Definindo seu público-alvo e como chegar a ele da melhor maneira possível, você economiza recursos, dando um tiro certeiro no seu objetivo.


3. Qualidade e custo-benefício


Depois de traçar o perfil do público-alvo, é importante pensar no posicionamento do seu produto. Como ele será visto pelo mercado? É um produto de boa qualidade e com bom custo-benefício? De qualidade e com um preço acima da média?

É importante saber o valor que o seu produto carrega, tanto no preço quanto na qualidade, para tomar decisões específicas quando for anunciá-lo. Conhecer o que está vendendo ajuda a convencer outras pessoas a comprá-lo.


4. Operacional e financeiro


Concluídas as etapas de amadurecimento da ideia do negócio, é hora de saber a melhor maneira de executá-las: entra em cena a elaboração dos planos operacional e financeiro.

O empresário também faz estimativas sobre a capacidade produtiva ou de quantos clientes consegue atender por mês, além de traçar quantos serão os funcionários e as tarefas de cada um.


Financeiro


No plano financeiro, o empreendedor terá noção do quanto deve investir para concretizar a empresa. O documento deve conter, basicamente, as estimativas de custos iniciais, despesas e receitas, de capital de giro e fluxo de caixa e de lucros.


Dicas para fazer um bom plano financeiro e operacional:


Apresentar cada item com detalhes, etapa por etapa, para oferecer um panorama inicial de operacionalização do negócio, com o objetivo de evitar desperdícios e otimizar as rotinas.Os custos pré-operacionais devem ser projetados, identificando o que será necessário adquirir para que a empresa seja aberta, como o aluguel, a reforma do espaço e as taxas de registro.A lista de equipamentos (ferramentas e veículos, elementos de que a empresa precisará  para funcionar) entra no grupo dos investimentos fixos.Nesse momento, deve ser observada a necessidade imediata de cada item ou até mesmo se alguns deles podem ser alugados ou terceirizados.


5. Avaliação do plano de negócio


Pronto, seu plano de negócio está completo! Mas o serviço não acaba por aí. Agora, é hora de avaliar cada detalhe e colocar o plano em prática.


fonte: Sebrae


#WSCentroEmpresarial #DicasWS

23 visualizações

© 2020 por WS Centro Empresarial - Balneário Camboriú, Santa Catarina - Desenvolvido por MZCom